quinta-feira, 17 de abril de 2014

Look du Jour - Burgundy Skirt





Hello meninas, de uns tempos prá cá vocês devem ter notado uma chuva de looks por aqui né? Pois é, alem de escrever aqui no Dicas, eu tenho um blog pessoal, sendo assim além da minha parceria com a Romwe eu tenho mas algumas lojas parcerias no meu blog também, e como faz muito tempo que não fotografava nenhum look todas as peças que foram chegando só foram acumulando, então agora eu criei vergonha na cara e vou fotografando todas as  peças aos poucos (só me falta tempo) e conforme eu for fazendo os look eu vou postando aqui e no meu blog.  

Mas vamos ao look que é bom, esta MINI saia é de couro fake, e é uma das poucas peças que chegaram que não tem forro, sim minha gente, 80% das peças da romwe tem forro então se você tem o costume de procurar sempre peças com esse tecido extra a fim de evitar constrangimentos com partes do corpo que não deveriam aparecer fica a dica. A blusa é da C&A, super macia, quando vi na arara tive certeza que seria uma das minhas peças favoritas, ela tem um ótimo caimento e apesar de ter mangas não é nem um pouco quente. O sapato também é de lá, na ultima foto ele ficou parecendo que é maior do que o meu pé mais acho que foi pq o meu pé acabou deslizando pra frente nessa hora.

Créditos:
Saia: Romwe 
Blusa: C&A
Sapato: C&A  

terça-feira, 15 de abril de 2014

Então vamos falar de Coachella...


Como muitas (ou todas) devem saber, no último fim de semana começou mais uma edição do Coachella, aquele lugar mágico em que usar um cocar cheio de penas é considerado completamente aceitável (<3), onde encontramos música boa, pessoas lindas super estilosas e, se tivermos sorte, um Jared Leto ou Ian Somerhalder (lembram dessa edição?) sentadinho na grama pra chamar de nosso. Se assim como eu, 2014 ainda não foi o ano de vocês embarcarem nesse paraíso todo, chegou a hora de darmos uma conferida no que rolou em termos 'fashionísticos' por lá. 

Que a primeira palavra quando se pensa em produções para festivais é conforto todas nós já estamos cansadas de saber, mas como fazer para o look não cair no óbvio? Estampas! Sejam nesses conjuntinhos lindos, ou na bata mais gipsy de Vanessa Hudgens, estampas sempre dão um toque de interessância às produções, podendo se adaptar aos mais diversos tipos de looks.


- detalhes dos looks, eu quero essas borboletas no meu cabelo A G O R A - 

Eu, honestamente, tenho um pouquinho de neura com os looks brancos. Não é que não sejam liiiiiiindos, mas para lugares em que provavelmente vamos sentar/deitar no chão e a preocupação de 'eu tô suja' não combina, não me parece a escolha mais sensata. Isso sem falar que ainda pode chover...

Ignorando a polêmica de se e quanto ganham para aparecer no evento, chegou o momento de ver as produções de algumas celebridades. Jared Lindoeto usou peças bem presentes em seu dia-a-dia, misturadas com uma camisa com estampa mais divertida. Vanessa Hudgens, praticamente sinônimo de Coachella, estava além de loura, linda! O macacão/bata vermelho, misturado com todos os acessórios (e são vários) e as botinhas são o visual perfeito para festivais. E com Austin, seu namorado, não foi diferente (aliás <3 esses casais estilosos). A camisa branca com a calça estampada, combinadas com acessórios básicos devia virar foto na parede de cada menino para mostrar como é fácil se vestir bem. 

Katynha também se jogou nas estampas, não entendi muito a saia, mas no conjunto ficou fofo e fresquinho e é isso que importa. Agora Dianna tombou com meu coração com esse look do meio. Confortável, linda, estilosa E preparada para caso aquele ventinho típico da noite chegue. Sua outra produção foi um pouco menos cheia de detalhes e fashionismos, mas adorei a estampa e o modelo retrô do cropped.


E muito se falou desse piercing de Kendall, 'AI EXAGERO'. Eu, sinceramente, amo Kendall e acho os looks dela sempre bem interessantes e moderninhos. Acessório power, look mais casual: short, tomara que caia e converse. Combinação balançada, linda e super copiável. Ashley Benson preferiu look todo preto, só achei 'certinho' demais (O NOSSO LANCE É OUSADIA E ALEGRIA), além de pesado para o dia. Alessandra juntou peças fáceis e na mesma paleta de cores, com a camisa amarrada na cintura.


Cara Delevigne é você? não se preocupou com nada, catou a primeira camiseta e short podrinho e lá se foi. Já Poppy Delevingne se jogou no look, com direito a biquini, headband e óculos divertido decorado com coqueiro e arara, amei da cabeça aos pés. Sienna Miller escolheu peças mais claras, com estampas e texturas, adorei o modelo mais soltinho do short, agora essas botas podiam ser de outra cor né?

Mais uma vez momento Kardashian (E Selena). Kylie otpou pelo combo preferido de muitas meninas, short podrinho, botas e regata cortada. Por ser simples, mas ainda assim estar cheio de acessórios legais (como o chapéu, o óculos redondinho, os colares e até as unhas gigantes e pontudas) achei um dos looks mais legais. Selena preferiu esse vestido rendado bem praiano, muita gente amou, eu detestei. Talvez seja o comprimento, ou até mesmo a combinação com coturnos, mas tem alguma coisa que não funciona aí. Já Kendall se jogou no cropped e nos maxi colares. Achei um look interessante, clean e super a cara de festival para garotas que gostam de ousar.


~Pausa para Jared mais lindo que antes O QUE É ESSE HOMEM BRAZIL? e para a blogueira aqui que só achou essa foto depois que o post já tava pronto~

E vocês, gostaram dos looks? Lembrando que no próximo fim de semana tem mais Coachella e nós voltaremos pra fazer mais fofoca comentar um pouquinho.

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Look du Jour







Hi meninas, estou criando mais coragem e fotografando mais looks, essa camisa Geek foi presente da Romwe, chegou a um tempo e confesso que mesmo sendo com manga da pra usar de boa em dias de calor, a saia é de couro fake, o modelo dela é o skater o que da uma boa aumentada no seu quadril, como o meu não é grande deu pra suar de boa hehe.
Ps: Agora pra da acompanhar os looks pelo meu LOOKBOOK

Créditos:
Saia: Romwe 
Blusa: Romwe





quinta-feira, 10 de abril de 2014

As duas coisas que devíamos fazer menos.

Found on Flickr
No pouco que vivi da vida aprendi um par de coisas que sempre me ajudaram muito a escapar de momentos desagradáveis, que certamente não me fariam bem a longo ou curto prazo. Mesmo ainda não vivendo a vida dos meus sonhos ou pelo menos, o mínimo dela, sinto a necessidade de sempre agradecer e manter minha mente limpa o suficiente para conseguir focar nos objetivos que pretendo alcançar ao longo da minha jornada pela vida.
A primeira delas é, não reclamar. Sei que parece uma tarefa impossível, quase que inalcançável. Porém nada que com um pouco de prática, não se faça mais fácil com o passar do tempo. Eu ainda tenho que conviver com minha mãe reclamando de suas dores mais psicológicas do que físicas todos os dias, e minha irmã mais nova jogando na minha cara que eu não faço as coisas direito. Mesmo tendo essa carga um pouco pesada de seres reclamantes me seguindo para onde quer que eu vá, aprendi a controlar meus pensamentos e sentimentos de maneira que eu apenas os ouço naquele momento e quando elas fecham a boca, não sei mais do que elas estavam falando. Óbvio que de forma superficial, do contrário não estaria falando delas aqui.

 Mas o que quero dizer é que pessoas que reclamam de mais tendem a realizar menos, além de se tornarem insuportavelmente chatas. E o importante disso é não absorver esses murmúrios, pois eles acabam afetando sua forma de pensar com relação a si mesma, já que se trata de pontos negativos sobre ti, jogados sem dó nem piedade na tua cara, resumindo não dê valor a isso. Quando penso em reclamar de algo, bloqueio essa onda com outro pensamento que me faça refletir sobre o que ia reclamar. Um exemplo: "que droga, não tenho nenhuma roupa descente para sair", mas logo penso, "não era eu quem tinha dito que seria uma pessoa que veste o básico e faria do meu estilo, uma coisa simples e minimalista? Não preciso de mil roupas, apenas uma camisa branca, uma calça jeans e a sapatilha surradinha que amo." E assim, a ideia de reclamar que me rodeava, simplesmente se desfaz na outra linha de pensamento que acabei criando para me lembrar de algo que já tinha planejado anteriormente.

A segunda coisa que aprendi, trata-se de não criticar. Nem aos outros, nem a mim. Essa é outra coisa muito difícil de fazer. Nós vivemos numa geração que julga sem nem mesmo pensar. A crítica é um tipo de julgamento. O que me incomoda são as pessoas procurarem pelos mais mínimos defeitos alheios e tentam fazer deles coisas maiores, a mídia faz muito isso, a propósito. Mas vamos refletir sobre algumas coisas: como você se sentiria ao ouvir alguém falando sobre um defeito seu? Criticar faz-te sentir melhor?
Por favor, ninguém é perfeito nesse mundo. Nem eu, nem você. Não faz sentindo algum falar em voz alta algo negativo a respeito de alguém ou de si mesmo. Ao invés disso, faça o que eu faço: foque em um ponto positivo. Fale em voz alta sobre como seu cabelo está macio hoje, como sua pele está mais brilhante, como aquela pessoa tem um estilo legal e não o que ela devia ter escolhido para combinar melhor com aquela roupa. Entende o que eu quero dizer?

Não é algo que conseguirá fazer da noite para o dia. No entanto, garanto-lhe que é possível. Não estou dizendo que não verá mais defeitos nas pessoas, porém irá ver aquilo como parte dela, como algo que a torna humana, individual e única. E mesmo que não te agrade, guarde apenas para ti. Não é preciso compartilhar com alguém.

A propósito, lidar com pessoas que criticam é desagradável. Sinto-me desconfortável quando alguém faz isso quanto estou por perto. Digo, posso até ter percebido, mas ao botar a lição supracitada em prática, prefiro manter-me calada. Faz parte do processo. O que normalmente faço é apenas dar um meio sorriso mostrando que não me sinto bem quando ela fala daquela maneira. Nada de comentários para complementar a crítica dela. Nem mesmo me atrevo a concordar.

"Você é o que você transmite." Se partimos desse pensamento, não só deixaríamos de lado as críticas desconstrutivas e os julgamentos desnecessários, mas tudo aquilo que nos trava de sermos pessoas melhores.