Digite a sua busca e dê enter.

Dúvidas sobre o ruivo com henna

"Hey hey, quem nunca procurou aplicativos pra dar aquele up nas fotos ein? Eu mesma tenho..."

View more
img10

Quase Inventário Fotografia

Como pessoa que se preze volta com pelo menos um agradinho, vim apresentar pra vocês as lindas fotografias, do mais lindo ainda, Quase Inventário...

View more
img10

Quer personalizar seu blog? Não sabe como?

Confira essa série de posts feita especialmente pra te ajudar com isso!

View more
img10

A grama do vizinho é sempre mais verde #DDGRETRÔ

Quem nunca teve a sensação que todos sempre tem algo a mais que você?

View more

❋ ↬ ESCREVA PRO DDG! ↫ ❂

Tem alguma história legal, conto, crônica ou tirou fotos legais e gostaria de compartilhar pra DDGCOMMUNITY? É só mandar sua arte pro e-mail dicasdegarotablog@gmail.com, com seu nome, local onde mora e idade. ❂❋

30 de julho de 2015

Cabelos Coloridos


O que fazer com aquela vontade louca de pintar as madeixas de colorido???? Como proceder??? O que fazer???? Simples, faça o que te der vontade, a muito tempo mesmo que eu tinha vontade de fazer algo mais ''colorido'' no cabelo, adoro o meu ruivo, porem já tava ficando meio chato usar só ele o tempo todo, e cortar definitivamente não era uma opção.

Pesquisei sobre umas tintas aqui outras ali, qual cor combinaria melhor com o meu tom de pele e de cabelo e pronto, escolhi esse azul turquesa MARAVILHINDO, a cor que eu usei foi a Ice Blue da Alta Moda, dilui ela um pouco com creme branco e taquei no cabelo, gostei tanto do resultado que já to pensando nas próximas cores posso usar.



Confesso que um roxinho tá super me tentando a ser a próxima cor, normalmente eu busco muita inspiração no Pintest, antes eu achava que  cabelo colorido era algo que não combinaria comigo, os meus 24 anos já batem na porta, mas agora eu vi que isso de idade não tem absolutamente nada a ver, desde que você se sinta bem, linda e diva não tem porque não fazer.



Depois de tantas fotos de cabelos incríveis vou ali trocar a cor do meu e já volto haha, se inspirem muito, façam montagens pra ver como ficaria e se ainda sim bater aquela duvida é só falar comigo que eu te dou uma forcinha ok,
17 de julho de 2015

O quê tem rolado #1

Se eu disser que fiquei um tempão tentando começar a escrever esse post, cês acreditam? Pois é. Oi, olá, quanto tempo, hello: nada parece certo o suficiente. E na realidade não é, logo decidi começar contando a verdade.

Essa tag (originalmente chamada CURRENTLY), motivo desse post, ou qualquer coisa que queira chamar, eu vi num blog aleatório, há tempão atrás. Se não me engano, é o Clover and Dot. Basicamente, a gente conta nossas preferências recentes com relação a música, filmes, apps e outras cositas mas. Eu achei a ideia legal e pensei, por que não? Por que não? Por que não?



MUSIC:  Três artistas/grupos ganharam meu amô durante as últimas semanas. São eles: James Bay, Years & Years e Tiago Iorc. ♥ ♥ ♥ Eu tenho ouvido bastante (MUITO) Years & Years. A voz do Olly é meio viciante. Sobre James baby Bay, não tem hora pra ouvi-lo. Qualquer hora, é hora. E sobre Tiago Iorc *suspiros*, cês já ouviram Troco Likes? Se não, vai logo!

FOOD:  Quem me conhece, sabe que eu sou a típica chata pra comer. E mais, tenho tentado ser uma pessoa mais saudável. Não tive sucesso até agora, então posso dizer sem culpa, que minha comida favorita recentemente tem sido lasanha de quatro queijos, hands down. Tenho que comer essa budega t o d a semana. 

BOOK: UGLY LOVE. pelamordedeus eu fiquei um tempão mendigando a leitura desse livro pra não acabar rápido. Mais um da categoria amada/odiada new adult. Basicamente, o livro conta a história do piloto Miles Archer, que depois de sofrer pra cacete (e ele sofre viu, potaquepariu), remói as dores do passado se privando de coisas simples, ou nem tanto, como se envolver romanticamente com qualquer pessoa. Isso até Tate Collins aparecer e HEARTS GET INFILTRATED, PROMISES GET BROKEN, RULES GET SHATTERED AND LOVE GETS UGLY

BLOG: Veri. Esse blog é todo do jeitinho que eu gosto. Sabe quando cê queria que o blog fosse seu? Então, é esse. Visito todo dia. ☻

TELEVISION: Que me segue no twitter (@dicasdegarota e @itsjooyce), sabe que recentemente voltei a assistir 9O12O. Lembro que quando era mais nova, ficava doida pra acompanhar mas nunca conseguia. Agora thanks to netflix, estou viciada. 

MOVIE: O Príncipe e Eu. Um clássico da sessão da tarde. Um amor pra assistir e ficar igual retardada vivendo os dramas dos personagens. Meu lado adolescente é meio viciado nessas coisas. 

INSTAGRAM: É difícil escolher. Eu gosto de muitas @'s. Vou de @jordenkeith. Pensa num cara bom no que faz? É ele. Outra @ que não posso deixar pra trás é a @schu.ltz, fotos lindas, maravilhosas, sensacionais. Na maioria, tiradas com o iPhone dela. 

APP: Wattpad. Tem histórias muito boas e tem histórias muito ruins. Tem que saber filtrar. Eu sou fã assídua desse app. O melhor livro que já li na plataforma sem dúvida é O Próximo Homem da Minha Mulher Sou Eu. É uma delicia de ler, quem sabe sabe. Ps: Vamos ser amigos lá


É isso! Até o próximo! xxxx

3 de julho de 2015

Ainda tô aqui.

Found on tumblr

Sabe quando você acha um texto do tipo, p* que pariu, que coisa linda? Então, passei por momentos assim, mais vezes do que percebi. Dá uma vergonhazinha. Aquela vergonha do que eu já escrevi, cê pode me entender? Eu paro, volto lá no arquivo do blog. Foi lá pelos meios de 2011 quando eu meti o dedo no teclado, tal qual como tô fazendo agora. E daí foi só história. E história ruim, jesus cristo. Eu achava que escrevia. Hoje eu ainda acho que não escrevo nada com nada. No entanto, tô consciente disso. O leitor vai entender. Lá pelos meios de 2011, eu mal sabia usar a virgula. Ficava preocupada mais em agradar meu professor de português com as regrinhas gramaticais que ele me ensinou, do que com o que eu realmente tava querendo botar pra fora ali, na tela branca com as vinte seis letrinhas e algumas dezenas de caracteres disponíveis para serem usadas ao meu bel prazer.

Hoje ainda me preocupo com isso, claro. Estaria mentindo se não o fizesse. Agora tô consciente da merda toda. Meu papel é o de ouvir, observar, deixar aquilo tocar lá na boca do estômago e depois vomitar pelos dedos em cima do teclado. Agora tô consciente de que pode sair merda atrás de merda porém é aquela merda que eu queria mesmo botar pra fora. Pra encher a tela branca com o que não dá pra sair falando por ai com meia dúzia de pessoas que vai ficar achando que tô ficando louca. Não que eu me importe. Mas escrever é gostoso, prazeroso. Agora falar... Se não for na hora certa, com a pessoa certa. Com a mente certa. É perda do tempo que poderia tá gastando escrevendo. O gostoso. O prazeroso.

Às vezes dá uma puta vontade de excluir tudo e fingir que eu sempre fui consciente das merdas que escrevi. Mas sei lá, acho que o orgulho ou a vontade mesmo, de ficar nostalgiando aquelas palavras burrinhas não me deixam fazer isso. Você pode ir lá no arquivo conferir ao que me refiro. Brinco, nonsense. Fica aqui mesmo. Nos textos de agora em diante. Acho que vai sair mais.



 

Feito com muito especialmente para as leitoras do DDG!

DDG - dando dicas desde 2009. Todos os direitos Reservados.

Desenvolvido por Joyce Ribeiro e OverdozzyDesign.

As fotos não são tiradas por nós, a não ser quando declaramos.