Bem me quer ou mal me quer?


Você já teve aquela sensação, de amar e não ser amado de volta em um relacionamento? Teve a impressão que só você dava atenção e não recebia o mesmo valor? Ou então o seu parceiro te disse que você não o tratava com carinho e você se sentiu injustiçada? Vou contar um segredinho: as vezes é só impressão.
Nós fazemos as coisas, baseadas em como queremos ser tratados. Ou seja, você vai demonstrar o seu amor, do jeito que você gostaria de receber, certo? Quando se junta duas pessoas, com formas diferente de demonstrar amor e não entram em sintonia, pode ser um problema.
Algumas pessoas preferem demonstrar sentimentos com palavras, escrevem poesias, textos, ou até mesmo falam sobre. Outras preferem demonstrar com contato físico. Abraçando e beijando toda hora. Algumas demonstram por presentes, acham que com presente, vai conseguir demonstrar o valor que a outra pessoa tem para você. Para outras, é mostrar que está desfazendo hábitos ou tentando se enquadrar tentando ser a pessoa perfeita ao olhos do parceiro. Tem alguns, que até preferem não demonstrar.
O importando é você entender: Não é porque a pessoa não me trata da mesma forma que eu trato, que ela não me ame. Cada um tem seu jeito, é normal alguns demonstrarem menos ou se sentirem sufocados com muito carinho. O que fazer para melhorar isso? Primeiro passo você já fez, entendeu que cada um tem seu jeito de demonstrar amor. O segundo passo é começar a observar como o seu parceiro é, qual o jeito dele de demonstrar e quais são as coisas que mais agradam ele quando você demonstra (por exemplo: algumas pessoas não gostam de alguém que fica toda hora beijando, porque se sente sufocado. Mas algumas adoram ler coisas fofas).
Agora o terceiro e mais difícil passo. Quando você observar, nem sempre vai encontrar as respostas que você queria. Pra alguém super carinhosa, perceber que seu parceiro não é do tipo de demonstrar sentimentos, realmente é difícil. Uma dica é tentar ir conversar com ele, dar indiretas... dizer o quanto gostaria de mais demonstração de carinho de tal forma. O problema é que, as vezes uma pessoa se sente incomodada com isso, se sente pressionado e sufocado por cobrança. Se perceber que ele entrou na defensiva e começar a dizer o que não quer ouvir, peça desculpas.
Provavelmente mil planos vão se passar pela sua cabeça: deixa de demonstrar pra ele sentir falta. Ficar brava e ser fria. Parecer triste e distante na frente dele só para ele perguntar o que está acontecendo e você explicar sem ele ficar bravo. Mas eu não sou uma pessoa que acredito que pessoas mudam tão facilmente. Acredito que alguém pode mudar por um tempo, mas com o tempo, voltará ao normal. Eu aconselho a aprender a aceitar o jeito dele. Afinal, você sabe que ele te ama, pra que ficar arrumando intriga e procurando problemas nesse relacionamento não é?
As vezes pensamos que gostaríamos de alguém mais carinhoso, meigo ou que preferiria alguém menos carente. Mas as coisas são do jeito que devem ser. As vezes se o menino fosse mais dengoso, você poderia estar sem paciência e começar a se encher dele. Se o menino fosse mais frio, você se sentiria menos amada. O importante é entender, que cada pessoa é especial com todos seus defeitos, qualidades e manias. Por mais estranho que pareça, cada uma delas faz ele ser a pessoa que você tanto ama. Aceite-o como é.


Um comentário

  1. Super curti o post! Sim, muitas vezes, nós mulheres esperamos que o cara seja daquele jeitinho que a gente está acostumada a ver nas séries e nos filmes. Ok, vamos concordar que sim, realmente existem muitos caras por aí super fofíssimos (que por sinal nunca bateram a minha porta), mas a chances de cruzarmos com algum deles é outra história... Acredito que o amor é algo que seja demonstrado nos pequenos gestos, ao longo do dia a dia e que cada um tem o seu jeito diferente de amar. Até porque como já dizia o sábio Arnaldo Jabor (sou fã de seus textos), "Eu te amo não diz tudo". Amei o blog, beijoca!

    ResponderExcluir