Sobre amizades que se vão com o tempo


É impossível, pra mim, ir dormir sem me perder em pensamentos. Mas naquela noite não foi no amor que minha mente se fixou. Foram nelas. Nas amizades que duraram tanto tempo, mas que num piscar de olhos o tempo as levou de mim. E não existe sentimento pior do que aquele que vem depois de perder pessoas que eram tão especiais e que eu jurava que estariam sempre comigo. 

Certa vez ouvi que algumas amizades passam rápido como num piscar de olhos, outras duram até que você pisque pela última vez. Foi aí que descobri que meu coração é como uma viagem de trem: algumas pessoas decidem permanecer nele até a sua última parada, ou o mais perto possível dela. São elas que, independente do que aconteça, estarão sempre ali com você e por você. E possa até ser que elas se distancie por uns tempos, mas quando elas voltam, tudo continua do jeitinho que estava antes. Ah, essas são definitivamente as melhores.

Mas há algumas pessoas que ocupam um lugar, passam um bom tempo, esquentam seus assentos, e quando chegam em seus destinos, simplesmente vão embora. Ás vezes, lentamente, outras, sem mais nem menos. E o pior (ou melhor) de tudo isso, é que elas sempre deixam algumas coisas nos vagões: conversas, risadas, choros, abraços, fotos, momentos inesquecíveis e muita, mas muita saudade. É, acho esqueceram de mencionar o quão intenso ambas igualmente são (e o quanto isso pode machucar)

E, por isso, ocasionalmente me pego sentindo falta. Talvez eu seja uma boba orgulhosa por não conseguir mais ser a mesma com alguém que já me decepcionou, ou que deixou a distância crescer e as barreiras serem construídas. Ou talvez tenha sido melhor assim. Sou dessas que acredito que tudo tem um porquê, e acho que o mundo leva algumas pessoas pra longe, pra poder trazer outras melhores pra perto da gente. Pessoas que podem tanto ficar, como ir embora também. É como um ciclo. Um triste ciclo que, forçadamente, aprendemos a lidar, e guardar as boas lembranças e as lições que elas nos proporcionam.

Portanto, para os que já saltaram do meu trem: espero que a viagem tenha sido tão inesquecível pra vocês, quanto foi pra mim.

3 comentários

  1. Sinto saudades das minhas amizades antigas, era bom, mas a distância congela muita coisa.

    http://alinesecretplace.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. gostei do texto.... me fez refletir.... obg ^^

    ResponderExcluir