Pular para o conteúdo principal

Siga por email

Comportamento Textos

Wanderlust

4

Derivada do alemão, significa aquele enorme desejo de conhecer o mundo e explorar cada cantinho dele.

Mas talvez seja muito mais do que isso.

É querer acordar no meio da agitação de Nova Iorque, mergulhar no mar turquesa do Caribe, sobreviver ao frio da Rússia, ver de perto o quão grande são as pirâmides do Egito, dançar na melhor balada de Ibiza, assistir ao show de luzes provocados pela aurora boreal na Islândia, percorrer toda a extensão das muralhas da China, descer as escadarias brancas da Grécia, esquiar em Bariloche e até mesmo subir no topo da Torre Eiffel em Paris só pra apreciar a vista dali de cima.

É saber, também, que não é necessário sair do país pra suprir essa inquietação que ousa reinar e crescer dentro da gente, afinal às vezes as melhores coisas estão bem mais perto do que imaginamos, como os lençóis do Maranhão, o pedaço da Europa que há em Gramado, as grutas e lagoas de cores surreais de Bonito, as dunas de Fortaleza, as serras e cachoeiras da Chapada Diamantina, e todas as praias do nosso imenso litoral.

Ser Wanderluster é sentir-se em casa em qualquer parada e levar consigo um pedacinho de cada lugar novo. É conhecer novas pessoas — e até a si mesmo. É saber lidar as culturas diferentes da sua. É aprender coisas novas todos os dias e mudar sempre pra melhor. É aprender a ver a beleza em coisas pequenas. É aprender a ser independente. É entender, acima de tudo, sua própria existência no mundo.

É gastar suas economias com experiências que te tornará extremamente rico, não de dinheiro, mas de memórias incríveis, lições pra vida toda e histórias pra contar por aí. É vivenciar tudo e depois relembrar com lágrimas nos olhos de saudades. E depois, transformar a nostalgia em vontade de se jogar no mundo novamente, afinal, ele é tão grande, não é mesmo? Sempre há um lugar novo esperando para ser descoberto.

Talvez até seja uma doença, e se for, não quero achar a cura nunca.

Comentários

  1. Olá, parabéns pelo blog!
    Se você puder visite este blog:
    http://www.morgannascimento.blogspot.com.br/
    Obrigado pela atenção

    ResponderExcluir
  2. Sofro da mesma doença que tu, amo viajar, é mais que um amor é mesmo uma doença. Tenho que admitir que se é doença ou um vício eu não quero que seja descoberta a cura, são daí que vem as melhores memórias, as melhores recordações.
    Lembro-me perfeitamente da primeira viagem que fiz para o estrangeiro, a primeira viagem em grande, a primeira vez que andei de avião, a primeira vez que vi Paris de perto. Foi tão único e inesquecível, foi uma verdadeira viagem de sonho, daquelas viagens que nunca se podem esquecer. Vi locais lindos, vi pessoas únicas, andei por amor, andei até os pés me doerem, andei porque queria conhecer, andei para aproveitar cada segundo naquele lugar, andei até não conseguir mais. Foi uma viagem única, uma viagem que um dia gostaria de repetir. Vi coisas que adoro e tenho muitas boas recordações.
    Beijinho.
    http://mariacrescida.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Gente que texto mais incrível, me apaixonei por ele, sério mesmo... Queria saber se tenho a permissão pra postar ele lá no meu blog, com os devidos créditos é claro... Se puder me avisa lá no meu blog... Beijão e sucesso!
    http://girlswholoveparis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi!

    Adorei essa palavra. haha Acho que quando viajamos, não tem jeito, a gente quer viajar mais e mais. Adorei essa parte "Ser Wanderluster é sentir-se em casa em qualquer parada e levar consigo um pedacinho de cada lugar novo. É conhecer novas pessoas — e até a si mesmo." Acho que me sinto assim sempre que viajo! <3

    Abraços, Andreza ;D
    http://www.vidaempixels.com.br/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

♥ Obrigada por visitar o nosso espaço :D
♥ Se preferir comente usando a opção: Comentar como: Nome/URL. Aí é só adicionar seu nome e caso queira, o link de alguma rede social ou se você tiver um blog, deixa o endereço dele pra gente retribuir a visita.