Pular para o conteúdo principal

Siga por email

Fiquei com seu número

2
Sophie Kinsella
Editora Record

ISBN-13: 9788501098634
ISBN-10: 8501098639
Ano:2012
Páginas:464

Sinopse
A jovem Poppy Wyatt está prestes a se casar com o homem perfeito e não podia estar mais feliz... Até que, numa bela tarde, ela não só perde o anel de noivado (que está na família do noivo há três gerações) como também seu celular. Mas ela acaba encontrando um telefone abandonado no hotel em que está hospedada. Perfeito! Agora os funcionários podem ligar para ela quando encontrarem seu anel. Quem não gosta nada da história é o dono do celular, o executivo Sam Roxton, que não suporta a ideia de haver alguém bisbilhotando suas mensagens e sua vida pessoal. Mas, depois de alguns torpedos, Poppy e Sam acabam ficando cada vez mais próximos e ela percebe que a maior surpresa da sua vida ainda está por vir.
Resenha
Eu nunca tinha lido um livro da Kinsella antes, só assisti “Delírios de consumo de Becky Bloom”. Essa até então era minha única conexão com a autora. Isso até o natal do ano passado, porque minha prima me emprestou Fiquei Com Seu Número e me garantiu que era muito engraçado. A minha resenha tá um pouco atrasada. Confesso que já li ele faz um tempinho.

A história já começa com uma Poppy fazendo a louca no hotel em que aconteceu a despedida de solteiro dela. As amigas dela num momento da noite decidiram que queriam experimentar a jóia caríssima, herança de família que seu noivo Magnus havia te presenteado: o anel. Quando ela se toca de que perdeu o anel, uma série de coisas ruins acontece. Lei de Murphy é algo realmente presente nesse livro.

Para completar a bagunça, ela perde também seu celular e encontra o aparelho corporativo da assistente de um bambambã chamado Sam Roxton. Poppy acaba ficando com o celular, já que ela tinha perdido o dela.  O mais sensato seria ter comprado outro aparelho né mesmo? Porém Poppy não fez isso. Ela não é, podemos dizer, a mais inteligente das personagens. Não nesse aspecto.

Óbvio que o dono do aparelho que ela estava usando ia aparecer, né? E é a partir desse momento que as coisas começam a ficar boas. Ou melhor, interessantes, porque só acontece merda, mas a gente dá um desconto. É um livro muito, muito bem-humorado e quando digo que é partir desse momento que as coisas começam a ficar boas, é pelo simples fato de que é praticamente impossível conter as risadas.

Ela faz um acordo com Sam: ela transferiria para ele todos os e-mails que chegassem nele:
“Meu plano pode funcionar (...) Tudo que chegar, eu te mando na mesma hora. Você nem vai saber a diferença!”

Depois desse acordo, Poppy e Sam ao compartilharem o celular, passaram a compartilhar uma vida. Vamo combinar né gente? Celular é uma coisa muito pessoal. Eu não compartilharia isso nem com minha melhor amiga, quissá com um desconhecido. E como qualquer pessoa faria (ou não), ela leu praticamente todos os e-mails do executivo gato e passou a analisar a vida dele a partir disso. Do outro lado, ela tentava lidar com os problemas do noivado, mais situações embaraçosas e entrar pouco a pouco para dentro da vida de Sam Roxton. 

As conversas com Sam, suas amigas e tudo mais que acontecia, fizeram Poppy questionar se o casamento era ou não a coisa certa a se fazer, não só isso, ela questiona as atitudes dela. Uma das qualidades de Poppy é a capacidade de refletir suas ações e ao contrário do que dissse no início, ser capaz de ser sensata.
"Independentemente do que já aconteceu, a vida é curta demais para não se perdoar. A vida é curta demais para se guardar ressentimentos."
"Mas às vezes precisamos ter coragem. Às vezes, precisamos mostrar às pessoas o que é importante na vida. E tenho um instinto muito forte de que fiz a coisa certa. Talvez não a coisa mais fácil, mas a coisa certa."
Enfim, Fiquei Com Seu Número é aquele tipo de história leve, divertida e despretenciosa. Previsível também, mas não daquele jeito óbvio demais. Pelo menos pra mim não foi assim. Ah, uma coisa incrível do livro são as notas de rodapé. Elas deixaram a história bem mais envolvente e gostosa de ler. O final. O FINAL GENTE. Faz tudo valer a pena, todas as 464 páginas e ainda deixa a gente querendo mais!

Minha avalição final: ★★★★

xx Joyce

Comentários

  1. Assim como você eu nunca tinha lido um livro da autora, apenas vi o filme, e fico curiosa com o estilo dela, tenho muita vontade de conhecer.
    Eu fiquei aqui imaginando o final do livro e acho que ao mesmo tempo que sei o que deve acontecer também não sei, hahaha. Fiquei curiosa.
    Eu também JAMAIS dividiria meu celular com ninguém. A Poppy deve ser mega avoada, né!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela é uma louca kkkk você ri o livro todo!
      Do final só posso dizer que: não vai acontecer do jeito que você imagina!!!

      Excluir

Postar um comentário

♥ Obrigada por visitar o nosso espaço :D
♥ Se preferir comente usando a opção: Comentar como: Nome/URL. Aí é só adicionar seu nome e caso queira, o link de alguma rede social ou se você tiver um blog, deixa o endereço dele pra gente retribuir a visita.