Curso: a duração é de cinco anos. O currículo do curso de Odontologia  é preenchido por matérias da área de saúde e ciências biológicas. Algumas das disciplinas são Anatomia, Fisiologia, Bioquímica e Microbiologia. Entre as matérias profissionalizantes estão Dentística, Endodontia, Ortodontia e Cirurgia. As aulas praticas começam só no segundo ano de curso, mas apenas com manequins. Só a partir do terceiro ano atendemos pacientes, sempre com orientação de um professor. O estágio é obrigatório e realizado dentro da própria faculdade, com a população de baixa renda. No fim do curso é exigido um trabalho de conclusão.
Duração média: cinco anos.

Precisa gostar de saúde. Não pode ter medo e nojo de nada. E também precisa saber lidar com pessoas, afinal, ninguém gosta de ir ao dentista. Cabe ao profissional tirar esse medo do paciente.

O mercado de trabalho: nas regiões Sudeste e Sul do país a concorrência é maior, até porque grande parte das faculdades de Odontologia está localizada nestas áreas. No Norte, Nordeste e Centro-Oeste há uma carência destes profissionais. Hoje em dia, muitos dentistas buscam vagas no setor público e não mais se restringem a abrir consultórios próprios. Para quem prefere ter o próprio negócio, o caminho é começar como funcionário em clínicas odontológicas e depois abrir seu próprio consultório.

Quanto ganha: o salário inicial de um bacharel em Odontologia é de aproximadamente R$1,500.

Onde trabalhar: em clínicas odontológicas, consultórios particulares e hospitais públicos.

O QUE VOCÊ PODE FAZER.

Clínica geral

Restaurar e extrair dentes. Implantar próteses.

Dentística restauradora

Restabelecer a forma e a função dos dentes, clarear e corrigir sua estética.

Endodontia

Tratar alterações na polpa e na raiz dos dentes.

Estomatologia

Diagnostica e trata doenças da boca.

Implantodontia

Realizar cirurgias e próteses isoladas, parciais ou completas (dentaduras) nos maxilares, utilizando implantes.

Odontogeriatria

Cuidar da saúde bucal do idoso.

Odontologia legal

Fazer exame e perícia judicial e elaborar atestados e laudos técnicos. Identificar cadáveres pela arcada dentária.

Odontologia para pacientes especiais

Atender pacientes com necessidades especiais (pacientes em situação de risco ou que apresentam psicopatologias ou patologias físicas).

Odontologia em saúde coletiva

Atuar em planos de saúde e cooperativas e na montagem de programas de assistência social.

Odontologia do trabalho

Atender pacientes cuja atividade profissional traz risco à saúde bucal.

Odontopediatria

Tratar problemas bucais e dentes de crianças.

Ortodontia

Alterar a mordedura e a posição dos dentes com aparelhos.

Patologia bucal

Fazer exame laboratorial para identificar doenças.

Periodontia

Cuidar das gengivas e dos ossos que dão sustentação aos dentes, fazendo cirurgias, raspagens e outros procedimentos no entorno dos dentes.

Prótese dentária

Projetar e confeccionar próteses de dentes danificados ou substituir os destruídos, restabelecendo funções na mordedura e na mastigação.

Radiologia

Diagnosticar problemas na boca, na face e nos maxilares por meio de imagens de raios X.

Traumatologia e cirurgia bucomaxilofacial

Diagnosticar traumatismos, lesões e anomalias na boca, na face e no sistema estomatogmático (os órgãos que envolvem o sistema de mastigação, como maxilar, mandíbula e gengiva) e fazer cirurgias, implantes, transplantes e enxertos para recuperá-lo.
No setor público, os cirurgiões-dentistas são profissionais mais empregados atualmente. Já para quem optar por abrir o próprio consultório, as áreas de dentística restauradora (que realiza restaurações, clareamento e correções estéticas dos dentes), endodontia ( que cuida do tratamento de canal), implantodontia (que utiliza implantes para colocar próteses nos maxilares) e odontopediatria ( que trata de crianças) são as mais aquecidas.

Fonte: Guia do estudante e Atrevida.
Se vocês quiserem sugerir posts pra gente é só falar aqui nos comentários ou pelo twitter (bora seguir @dicasdegarota)


xx, Joy